Racionalismo do Rambam e o Misticismo - algumas fontes
1א

Moses Maimonides, The Guide of the Perplexed, trans. Shlomo Pines. 4

Quando a Divindade decretou nossa separação e você se colocou em outro lugar, essas reuniões despertaram em mim uma resolução que havia diminuído. Sua ausência me levou a compor este Tratado, que eu escrevi para você e para aqueles como você, por mais poucos que sejam.

2ב

Arthur Green, A Guide to the Zohar, 171

O aramaico do Zohar tornou o texto significativamente - mas não impossivelmente - mais difícil para o leitor judeu educado em sua época. Provavelmente essa era a intenção mesmo: oferecer ao leitor a sensação, de que ele havia chegado a um tipo de ensino “mais profundo” e, portanto, menos penetrável. Com algum esforço extra, revelaria a ele o “universo secreto” que o Zohar procurava compartilhar e transmitir à sua comunidade de elite de leitores. Os estudantes do Zohar chegam rapidamente a entender que o aramaico do Zohar era realmente um véu penetrável.

3ג

(ט) אסור לעונן אע"פ שלא עשה מעשה אלא הודיע אותן הכזבים שהכסילים מדמין שהן דברי אמת ודברי חכמים וכל העושה מפני האצטגנינות וכיון מלאכתו או הליכתו באותו העת שקבעו הוברי שמים הרי זה לוקה . . .

É proibido ser um "observador dos tempos" [astrólogo], mesmo que ele não cometa nenhum ato manifesto, mas apenas pronuncie as mentiras que os tolos imaginam serem palavras de verdade e palavras de sabedoria. Quem é influenciado em suas ações pela astrologia e organiza seu trabalho ou jornada para ocorrer no horário fixado pelos astrólogos, deve punido com chibatadas...

4ד

(יא) מי שנשכו עקרב או נחש מותר ללחוש על מקום הנשיכה ואפילו בשבת כדי ליישב דעתו ולחזק לבו אע"פשאין הדבר מועיל כלום הואיל ומסוכן הוא התירו לו כדי שלא תטרף דעתו עליו.

Se alguém for picado por um escorpião ou uma cobra, é permitido, mesmo no Shabat, sussurrar um feitiço sobre a parte afetada, de modo a acalmar o paciente e tranquilizá-lo. Embora o procedimento seja absolutamente inútil, ele é permitido, devido à condição perigosa do paciente, para que ele não se perturbe.

5ה

(טז) ודברים האלו כולן דברי שקר וכזב הן והם שהטעו בהן עובדי כוכבים הקדמונים לגוה' הארצות כדי שינהגו אחריהן ואין ראוי לישראל שהם חכמים מחוכמים להמשך בהבלים אלו ולא להעלות על לב שיש תועלת בהן . . . כל המאמין בדברים האלו וכיוצא בהן ומחשב בלבו שהן אמת ודבר חכמה אבל התורה אסרתן אינן אלא מן הסכלים ומחסרי הדעת ובכלל הנשים והקטנים שאין דעתן שלימה אבל בעלי החכמה ותמימי הדעת ידעו בראיות ברורות שכל אלו הדברים שאסרה תורה אינם דברי חכמה אלא תהו והבל שנמשכו בהן חסרי הדעת . . .

Essas práticas são todas falsas e enganosas, e foram meios empregados pelos antigos idólatras para enganar os povos de vários países e induzi-los a se tornarem seus seguidores. Não é apropriado que os israelitas - que são altamente inteligentes - se deixem iludir por tais insanidades ou imaginem que exista algo neles... Quem acredita nessas e outras coisas semelhantes e, em seu coração, considera-as verdadeiras e científicas e “proibidas apenas pela Torá”, não passa de um tolo, com deficiência de entendimento, que pertence à mesma classe de mulheres e crianças cujos intelectos são imaturos...

6ו

זוהר חלק ג דף דף נז/ב - נח/א

אמר רבי שמעון, תווהנא על בני עלמא, דהא לית להו עיינין למחזי, ולבא לאשגחא, ולא ידעין, ולא שוויין לבייהו לאסתכלא ברעותא דמאריהון, היך ניימין ולא מתערי משנתייהו . . . וכרוזא כל יומא קארי עלייהו, ונשמתהון אסהידת בהון כל יומא וליליא, אורייתא ראמת קלין לכל עבר, מכרזת ואומרת, (משלי א כב) עד מתי פתאים תאהבו פתי, (שם ט ד) מי פתי יסור הנה, חסר לב אמרה לו, לכו לחמו בלחמי ושתו ביין מסכתי, ולית מאן דירכין אודניה, ולית מאן דיתער לביה.

Zohar 3:57B-58A

O rabino Shim'on disse: 'Estou impressionado com os habitantes do mundo - que eles não têm olhos para ver, coração para refletir; eles não conhecem ou contemplam a vontade de seu Senhor. Como estão dormindo, não despertando do sono. . . Todos os dias um arauto os proclama: Até quando, tolos, você amará a loucura? (Mishlei 1:22). Quem é tolo, deixe-o de lado aqui. Venha, participe do meu pão. . . (Mishlei 9: 4-5). No entanto, ninguém inclina seu ouvido e ninguém desperta seu coração.

7ז

Guide of the Perplexed, 3:51

...Um rei está em seu palácio, e seus súditos – uma parte está na cidade e uma parte está fora dela. Entre os que estão dentro da cidade, há aqueles que viram as costas ao palácio do rei e direcionam suas faces a outro caminho, e há aqueles que se direcionam ao palácio do rei, dirigem-se a ele e querem entrar nele e se apresentar perante o rei, porém, até aquele momento, nunca viram o muro do palácio.

Entre os que se direcionam ao palácio do rei há quem chegou e dá voltas ao redor à procura do portão de entrada. Entre esses, há quem entrou pelo portão e anda pelos corredores. Entre esses, há quem chegou ao pátio do palácio e se encontra no mesmo lugar que o rei – na casa do rei – porém, apesar de estar dentro da casa, ele não vê o rei nem fala com ele. Mas, após estar na casa do rei, existe a necessidade de outro esforço adicional e então poderá se apresentar diante do rei e o verá à distância ou de perto, ou ouvirá a palavra do rei ou falará com ele.

Agora te explicarei esta parábola que me ocorreu e direi: estes que estão fora da cidade são todos aqueles que não possuem nenhuma crença religiosa, nem especulativa nem tradicional, como os turcomanos do extremo norte e os sudaneses no extremo sul e semelhantes a estes que se encontram em nosso clima; que são considerados animais irracionais. A meu ver, eles não se situam na categoria dos seres humanos, pois estão em um grau inferior ao do ser humano, porém mais elevado do que o dos macacos, pois possuem figura ou contorno humano e discernimento mais elevado do que os macacos.

Os que estão na cidade, mas que viraram as costas à casa do rei, são aqueles que possuem opiniões e pensamentos contrários à verdade devido a algum erro grave acontecido no momento da investigação ou por terem aprendido de pessoas que erraram. Por causa dessas ideias, quanto mais eles caminham, mais eles se afastam do palácio do rei. Esses são muito piores que os primeiros. É sobre eles que, em certos momentos, impõe-se a necessidade de matá-los e eliminar os vestígios de suas opiniões para que não extraviem outros do caminho.

Os que se direcionam à casa do rei com a intenção de entrar nela, mas nunca a viram, são a multidão de pessoas religiosas da Torá, ou seja, os ignorantes que se ocupam das práticas religiosas.

Os que chegaram até a casa e dão voltas em torno dela são os estudiosos que acreditam em ideias verdadeiras da tradição, discutem acerca das leis e das práticas do serviço religioso, mas sem se aprofundar nos fundamentos da religião, e de maneira nenhuma pesquisaram para verificar a crença.

Os que se aprofundaram na investigação dos fundamentos da religião são aqueles que entraram nos corredores. Sem dúvida, os que lá se encontram são em diferentes graus. Aqueles que compreenderam por prova demonstrativa tudo que se pode provar demonstrativamente, aprenderam por conhecimento definitivo tudo que se pode saber em definitivo das questões metafísicas e estão próximos da confirmação de tudo que se pode confirmar – esses estão com o rei no interior da casa.

8ח

Isaiah Tishby, Wisdom of the Zohar Vol. III, 1150

Israel será posto à prova na redenção final. . . aqueles que estão do lado bem suportarão o julgamento. “ Mas os ímpios agirão impiamente ”: estes são os que estão do lado mau, e neles será cumprido o versículo “ eles não entrarão na terra de Israel ” (Ieheskel 13: 9), e Ele os matará. " Mas aqueles que são sábios ". . . Dizem que “ brilharão como o brilho <Zohar> do firmamento ” (Daniel 12: 3), através deste seu livro, que é o livro do brilho, do brilho da mãe superna, o arrependimento. . . E como Israel provará a Árvore da Vida, que é este livro de brilho, eles emergirão do exílio em misericórdia por seus meios