Sonhos e Interpretação de Sonhos - Berahot 9
1א

“...os sonhos podem ser assim declarados: são realizações ocultas de desejos reprimidos.”


― Sigmund Freud, Dream Psychology: Psychoanalysis for Beginners

2ב

Scientific American: The Science Behind Dreaming by Sander van der Linden (July 26, 2011)

Os sonhos parecem nos ajudar a processar emoções codificando e construindo memórias delas. O que vemos e experimentamos em nossos sonhos pode não ser necessariamente real, mas as emoções associadas a essas experiências certamente são. Nossas histórias de sonho tentam essencialmente tirar a emoção de uma certa experiência, criando uma lembrança dela. Dessa forma, a emoção em si não é mais ativa. Esse mecanismo desempenha um papel importante porque, quando não processamos nossas emoções, especialmente as negativas, isso aumenta a preocupação e a ansiedade pessoais. De fato, a privação grave do sono REM está cada vez mais correlacionada com o desenvolvimento de transtornos mentais. Em suma, os sonhos ajudam a regular o tráfego naquela ponte frágil que conecta nossas experiências com nossas emoções e memórias.

3ג
אָמַר רַב חִסְדָּא: כׇּל חֲלוֹם, וְלָא טְווֹת. וְאָמַר רַב חִסְדָּא: חֶלְמָא דְּלָא מְפַשַּׁר כְּאִגַּרְתָּא דְּלָא מִקַּרְיָא. וְאָמַר רַב חִסְדָּא: לָא חֶלְמָא טָבָא מִקַּיַּים כּוּלֵּיהּ וְלָא חֶלְמָא בִּישָׁא מִקַּיַּים כּוּלֵּיהּ. וְאָמַר רַב חִסְדָּא: חֶלְמָא בִּישָׁא עֲדִיף מֵחֶלְמָא טָבָא. וְאָמַר רַב חִסְדָּא: חֶלְמָא בִּישָׁא — עֲצִיבוּתֵיהּ מִסְתְּיֵיהּ, חֶלְמָא טָבָא — חֶדְוֵיהּ מִסְתְּיֵיהּ. אָמַר רַב יוֹסֵף: חֶלְמָא טָבָא, אֲפִילּוּ לְדִידִי, בְּדִיחוּתֵיהּ מְפַכְּחָא לֵיהּ. וְאָמַר רַב חִסְדָּא: חֶלְמָא בִּישָׁא קָשֶׁה מִנְּגָדָא, שֶׁנֶּאֱמַר: ״וְהָאֱלֹהִים עָשָׂה שֶׁיִּרְאוּ מִלְּפָנָיו״, וְאָמַר רַבָּה בַּר בַּר חָנָה אָמַר רַבִּי יוֹחָנָן: זֶה חֲלוֹם רַע.

Rav Ḥisda disse: Qualquer sonho e não o jejum.

Rav Ḥisda disse: Um sonho não interpretado é como uma carta não lida.

E o Rav Ḥisda disse: Um bom sonho não é totalmente cumprido, e um pesadelo não é totalmente cumprido.

E o Rav Hisda disse: Um sonho ruim é preferível a um bom sonho.

E o Rav Hisda disse: Num sonho ruim, sua tristeza é o suficiente; num bom sonho, sua alegria é o suficiente.

Da mesma forma, Rav Iossef disse: Mesmo para mim, a alegria de um bom sonho o anula. Até Rav Iossef, que era cego e doente, derivava tanto prazer de um bom sonho que nunca se cumpriu realmente.

E o Rav Ḥisda disse: Um pesadelo é pior do que chicotadas, como é afirmado: “Elohim fez isso, para que haja temor diante dele” (Kohelet 3: 14), e o rabino Rába bar bar Ḥana disse que o rabino Ioḥanan havia dito: Esse é um pesadelo que leva as pessoas a temer.

4ד
״הַנָּבִיא אֲשֶׁר אִתּוֹ חֲלוֹם יְסַפֵּר חֲלוֹם וַאֲשֶׁר דְּבָרִי אִתּוֹ יְדַבֵּר דְּבָרִי אֱמֶת מַה לַתֶּבֶן אֶת הַבָּר נְאֻם ה׳״. וְכִי מָה עִנְיַן בַּר וְתֶבֶן אֵצֶל חֲלוֹם? אֶלָּא אָמַר רַבִּי יוֹחָנָן מִשּׁוּם רַבִּי שִׁמְעוֹן בֶּן יוֹחַי: כְּשֵׁם שֶׁאִי אֶפְשָׁר לְבַר בְּלֹא תֶּבֶן, כָּךְ אִי אֶפְשָׁר לַחֲלוֹם בְּלֹא דְּבָרִים בְּטֵלִים.

No que diz respeito ao versículo: "O profeta que tem um sonho, conte-o; e quem tem a minha palavra, fale fielmente a minha palavra. O que a palha tem a ver com o grão? diz Elohim(Irmiahu 23: 28). A Guemará pergunta: O que palha e grãos têm a ver com um sonho?

Em vez disso, o rabino Ioḥanan disse, em nome do rabino Shimon bar Ioḥai: Assim como é impossível ao grão crescer sem palha, também é impossível sonhar sem assuntos ociosos.

5ה
אָמַר רַבִּי בֶּרֶכְיָה: חֲלוֹם, אַף עַל פִּי שֶׁמִּקְצָתוֹ מִתְקַיֵּים — כּוּלּוֹ אֵינוֹ מִתְקַיֵּים. מְנָא לַן? — מִיּוֹסֵף, דִּכְתִיב: ״וְהִנֵּה הַשֶּׁמֶשׁ וְהַיָּרֵחַ וְגוֹ׳״.

Em uma nota semelhante, o rabino Berehia disse: Mesmo que uma parte do sonho seja cumprida, nem tudo do sonho acontece De onde derivamos isso? Da história do sonho de Iossef, como está escrito: “E ele disse: Eis que eu sonhei ainda um sonho; e eis que o sol e a lua...

6ו
וְהַהִיא שַׁעְתָּא אִמֵּיהּ לָא הֲוָת. אָמַר רַבִּי לֵוִי: לְעוֹלָם יְצַפֶּה אָדָם לַחֲלוֹם טוֹב עַד עֶשְׂרִים וּשְׁתַּיִם שָׁנָה. מְנָלַן? — מִיּוֹסֵף, דִּכְתִיב: ״אֵלֶּה תֹּלְדוֹת יַעֲקֹב יוֹסֵף בֶּן שְׁבַע עֶשְׂרֵה שָׁנָה וְגוֹ׳״, וּכְתִיב: ״וְיוֹסֵף בֶּן שְׁלֹשִׁים שָׁנָה בְּעׇמְדוֹ לִפְנֵי פַּרְעֹה וְגוֹ׳״. מִן שַׁבְסְרֵי עַד תְּלָתִין כַּמָּה הָוֵי? — תְּלָת סְרֵי, וְשַׁב דְּשִׂבְעָא וְתַרְתֵּי דְּכַפְנָא — הָא עֶשְׂרִים וּשְׁתַּיִם.

...E onze estrelas se curvaram para mim ”(Bereshit 37: 9), e naquele tempo sua mãe não estava mais viva. Da mesma fonte, o rabino Levi disse: Deve-se sempre antecipar o cumprimento de um bom sonho, até vinte e dois anos após o sonho. De onde derivamos isso? De Iossef, como está escrito na história do sonho de Iossef: “Estas são as gerações de Iáacov. Iossef, com dezessete anos, estava alimentando o rebanho com seus irmãos” (Bereshit 37: 2); e está escrito: "E Iossef tinha trinta anos quando se apresentou diante de Faraó, rei do Egito" (Bereshit 41: 46). De dezessete a trinta anos, quantos são? Treze; E adicione sete anos de abundância e dois de fome; o total é vinte e dois.

7ז
אָמַר רַב הוּנָא: לְאָדָם טוֹב אֵין מַרְאִין לוֹ חֲלוֹם טוֹב, וּלְאָדָם רַע אֵין מַרְאִין לוֹ חֲלוֹם רַע. תַּנְיָא נָמֵי הָכִי: כׇּל שְׁנוֹתָיו שֶׁל דָּוִד לֹא רָאָה חֲלוֹם טוֹב, וְכׇל שְׁנוֹתָיו שֶׁל אֲחִיתוֹפֶל לֹא רָאָה חֲלוֹם רַע.

Rav Huna disse: Uma pessoa boa não tem bons sonhos necessariamente, e uma pessoa má não tem sonhos ruins necessariamente. Isso também foi ensinado num baraita: durante toda a vida do rei David ele nunca teve um bom sonho, e durante toda a vida de Ahitofel, ele nunca teve um sonho ruim.

8ח
וְהָכְתִיב: ״לֹא תְאֻנֶּה אֵלֶיךָ רָעָה״. וְאָמַר רַב חִסְדָּא אָמַר רַב יִרְמְיָה בַּר אַבָּא: שֶׁלֹּא יַבְהִילוּךָ לֹא חֲלוֹמוֹת רָעִים וְלֹא הִרְהוּרִים רָעִים. ״וְנֶגַע לֹא יִקְרַב בְּאׇהֳלֶךָ״ — שֶׁלֹּא תִּמְצָא אִשְׁתְּךָ סְפֵק נִדָּה בְּשָׁעָה שֶׁאַתָּה בָּא מִן הַדֶּרֶךְ. אֶלָּא אִיהוּ לָא חָזֵי לֵיהּ, אַחֲרִינֵי חָזוּ לֵיהּ.

Por acaso não está escrito: “Nenhum mal lhe sucederá, nem praga se aproximará da sua tenda” (Tehilim 91: 10)? E qual o sentido então, do que o Rav Ḥisda disse em nome do Rav Irmeiá bar Ába na explicação desse verso - dizendo que: O sentido é que você não ficará assustado nem com pesadelos nem pensamentos ruins! Nenhuma praga se aproximará da sua tenda, significa que você nunca encontrará sua esposa num status incerto de uma mulher menstruada, quando voltar de uma viagem. Em vez disso, pode-se dizer que ele não terá pesadelos; outros é que terão pesadelos sobre ele.

9ט
וְכִי לָא חֲזָא אִיהוּ, מְעַלְּיוּתָא הוּא? וְהָאָמַר רַבִּי זְעֵירָא: כׇּל הַלָּן שִׁבְעָה יָמִים בְּלֹא חֲלוֹם — נִקְרָא ״רַע״. שֶׁנֶּאֱמַר: ״וְשָׂבֵעַ יָלִין בַּל יִפָּקֶד רָע״. אַל תִּקְרֵי ״שָׂבֵעַ״ אֶלָּא ״שֶׁבַע״. — אֶלָּא, הָכִי קָאָמַר: דַּחֲזָא וְלָא יָדַע מַאי חֲזָא.

A Guemará pergunta: E quando ele não tem um sonho, isso é uma virtude? Mas, o rabino Zeira não disse que: Quem dorme sete dias sem um sonho é chamado de perverso, como é dito: "E quem o tem, ficará satisfeito [vesave'a], não será visitado pelo mal" (Mishlei 19: 23). Os Sábios disseram: Não leia isso como satisfeito [vesave'a], mas leia como sete [vesheva]. Antes, é preciso dizer que David tinha sonhos e o baraita diz o seguinte: David certamente tinha sonhos, mas não entendia o que via.

10י
אָמַר רַב הוּנָא בַּר אַמֵּי אָמַר רַבִּי פְּדָת אָמַר רַבִּי יוֹחָנָן: הָרוֹאֶה חֲלוֹם וְנַפְשׁוֹ עֲגוּמָה, יֵלֵךְ וְיִפְתְּרֶנּוּ בִּפְנֵי שְׁלֹשָׁה. ״יִפְתְּרֶנּוּ״?! וְהָאָמַר רַב חִסְדָּא חֶלְמָא דְּלָא מְפַשַּׁר כְּאִגַּרְתָּא דְּלָא מִקַּרְיָא? אֶלָּא אֵימָא: יְטִיבֶנּוּ בִּפְנֵי שְׁלֹשָׁה. לַיְתֵי תְּלָתָא וְלֵימָא לְהוּ: ״חֶלְמָא טָבָא חֲזַאי״. וְלֵימְרוּ לֵיהּ הָנָךְ: ״טָבָא הוּא וְטָבָא לֶיהֱוֵי, רַחֲמָנָא לְשַׁוְּיֵיהּ לְטָב. שְׁבַע זִימְנִין לִגְזְרוּ עֲלָךְ מִן שְׁמַיָּא דְּלֶהֱוֵי טָבָא, וְיֶהֱוֵי טָבָא״. וְלֵימְרוּ שָׁלֹשׁ הֲפוּכוֹת, וְשָׁלֹשׁ פְּדוּיוֹת, וְשָׁלֹשׁ שְׁלוֹמוֹת.

Rav Huna bar Ami disse que o rabino Pedat disse que o rabino Yoḥanan disse: Quem tem um sonho do qual sua néfesh está perturbada deve ir e interpretá-lo perante três. Interpretado? Mas, o Rav Ḥisda não disse: Um sonho não interpretado é como uma carta não lida? Em vez disso, diga o seguinte: Ele deve melhorar o sonho, perante três. Ele deveria trazer três pessoas e dizer-lhes: tive um bom sonho. E eles deveriam responder: Isso é bom, e que seja bom, que Elohim faça isso bom. Que decretem dos céus, sete vezes que será bom, e será bom. Depois recitam três versos de transformação de ruim para bom, três versos de redenção e três versos que mencionam a paz.

11יא
אַמֵּימָר וּמָר זוּטְרָא וְרַב אָשֵׁי הֲווֹ יָתְבִי בַּהֲדֵי הֲדָדֵי. אָמְרִי: כֹּל חַד וְחַד מִינַּן לֵימָא מִלְּתָא דְּלָא שְׁמִיעַ לֵיהּ לְחַבְרֵיהּ. פְּתַח חַד מִינַּיְיהוּ וַאֲמַר: הַאי מַאן דַּחֲזָא חֶלְמָא וְלָא יָדַע מַאי חֲזָא, לִיקוּם קַמֵּי כָּהֲנֵי בְּעִידָּנָא דְּפָרְסִי יְדַיְיהוּ וְלֵימָא הָכִי: ״רִבּוֹנוֹ שֶׁל עוֹלָם, אֲנִי שֶׁלָּךְ וַחֲלוֹמוֹתַי שֶׁלָּךְ, חֲלוֹם חָלַמְתִּי וְאֵינִי יוֹדֵעַ מַה הוּא. בֵּין שֶׁחָלַמְתִּי אֲנִי לְעַצְמִי וּבֵין שֶׁחָלְמוּ לִי חֲבֵירַי וּבֵין שֶׁחָלַמְתִּי עַל אֲחֵרִים, אִם טוֹבִים הֵם — חַזְּקֵם וְאַמְּצֵם כַּחֲלוֹמוֹתָיו שֶׁל יוֹסֵף. וְאִם צְרִיכִים רְפוּאָה — רְפָאֵם כְּמֵי מָרָה עַל יְדֵי מֹשֶׁה רַבֵּינוּ, וּכְמִרְיָם מִצָּרַעְתָּהּ, וּכְחִזְקִיָּה מֵחׇלְיוֹ, וּכְמֵי יְרִיחוֹ עַל יְדֵי אֱלִישָׁע. וּכְשֵׁם שֶׁהָפַכְתָּ קִלְלַת בִּלְעָם הָרָשָׁע לִבְרָכָה, כֵּן הֲפוֹךְ כׇּל חֲלוֹמוֹתַי עָלַי לְטוֹבָה״. וּמְסַיֵּים בַּהֲדֵי כָּהֲנֵי דְּעָנֵי צִבּוּרָא ״אָמֵן״. וְאִי לָא, לֵימָא הָכִי: ״אַדִּיר בַּמָּרוֹם, שׁוֹכֵן בִּגְבוּרָה, אַתָּה שָׁלוֹם וְשִׁמְךָ שָׁלוֹם. יְהִי רָצוֹן מִלְּפָנֶיךָ שֶׁתָּשִׂים עָלֵינוּ שָׁלוֹם״.

A Guemará relata: Ameimar e Mar Zutra e Rav Ashi estavam sentados juntos. Eles disseram: Deixe cada um de nós dizer algo que o outro não ouviu. Um deles começou e disse: Quem teve um sonho e não sabe o que teve, deve estar diante dos sacerdotes quando eles levantam as mãos durante a Bênção Sacerdotal e diz o seguinte:

Mestre do universo! Eu sou seu e meus sonhos são seus! Sonhei e não sei o que é. Se eu sonhei comigo mesmo, se meus amigos sonharam comigo ou se eu sonhei com outros - se os sonhos são bons, fortaleça-os e reforce-os como os sonhos de Iossef.

E se os sonhos exigem cura, que sejam curados como as águas amargas de Mára, por Moshe, nosso mestres, e como Miriam da sua lepra, e como Ieheskel pela sua doença, e como as águas amargas de Ierihó, por Elishá.

E assim como você transformou a maldição de Bilam, o ímpio em uma bênção, então transforme todos os meus sonhos para mim, para o melhor. E ele deve completar sua oração juntamente com os sacerdotes, para que a comunidade responda amen, tanto às bênçãos dos sacerdotes quanto ao seu pedido individual.

E se ele não for capaz de recitar toda essa fórmula, ele deve dizer: Majestoso no alto, que habita no poder, Você é Shalom e seu nome é Shalom. Que seja sua vontade nos conceder Shalom.

12יב
שָׁלֹשׁ הֲפוּכוֹת — ״הָפַכְתָּ מִסְפְּדִי לְמָחוֹל לִי פִּתַּחְתָּ שַׂקִּי וַתְּאַזְּרֵנִי שִׂמְחָה״, ״אָז תִּשְׂמַח בְּתוּלָה בְּמָחוֹל וּבַחֻרִים וּזְקֵנִים יַחְדָּו וְהָפַכְתִּי אֶבְלָם לְשָׂשׂוֹן וְגוֹ׳״, ״וְלֹא אָבָה ה׳ אֱלֹקֶיךָ לִשְׁמֹעַ אֶל בִּלְעָם וַיַּהֲפֹךְ וְגוֹ׳״. שָׁלֹשׁ פְּדוּיוֹת, דִּכְתִיב: ״פָּדָה בְשָׁלוֹם נַפְשִׁי מִקְּרׇב לִי וְגוֹ׳״, ״וּפְדוּיֵי ה׳ יְשֻׁבוּן וְגוֹ׳״, ״וַיֹּאמֶר הָעָם אֶל שָׁאוּל הֲיוֹנָתָן יָמוּת אֲשֶׁר עָשָׂה הַיְשׁוּעָה וְגוֹ׳״. שָׁלֹשׁ שְׁלוֹמוֹת, דִּכְתִיב: ״בּוֹרֵא נִיב שְׂפָתָיִם שָׁלוֹם שָׁלוֹם לָרָחוֹק וְלַקָּרוֹב אָמַר ה׳ וּרְפָאתִיו״, ״וְרוּחַ לָבְשָׁה אֶת עֲמָשַׂי וְגוֹ׳״, ״וַאֲמַרְתֶּם כֹּה לֶחָי וְאַתָּה שָׁלוֹם וּבֵיתְךָ שָׁלוֹם וְגוֹ׳״.

A Guemará elabora: Três são as transformações:

Você transformou meu luto em dança; Você removeu minha vestimenta de estopa e me cingiu de alegria” (Tehilim 30: 12); “Então a virgem se alegrará na dança, e os rapazes e os velhos juntos; pois transformarei o seu luto em alegria, e os confortarei, e os farei alegrar de sua tristeza” (Irmiahu 31: 12); e: “Contudo, o HaShem vosso Elohim não quis dar ouvidos a Bilam; mas o HaShem nosso Elohim, transformou a maldição em uma bênção para você” (Devarim 23: 6). E sobre três livramentos, como está escrito: “Ele redimiu minha néfesh em paz, para que ninguém se aproximasse de mim; porque muitos foram os que lutaram comigo” (Tehilim 55: 19); “Os remidos do HaShem voltarão, e virão cantando a Tzion, e a alegria eterna estará sobre suas cabeças; obterão alegria e gozo, e a tristeza e o suspiro fugirão” (Ieshaiahu 35: 10); e: “O povo disse a Shaul: Ionatan morrerá, quem realizou esta grande salvação em Israel? Assim, o povo resgatou Ionatan, para que ele não morresse” (Shmuel Alef 14: 45). E três menções de shalom, como está escrito: “Shalom! Shalom! Para quem está longe e para quem está perto, diz o HaShem que cria a expressão dos lábios; e eu o curarei” (Ieshaiahu 57: 19); “Então o <rú'ah> vestiu Amasai, que era o chefe dos capitães: somos nós, David, e do seu lado, seu filho de Ishai; paz, paz esteja convosco e paz com os vossos ajudantes” (Divrei HaIamim Alef 12:19); e: “Assim você dirá: Toda a saraiva e shalom esteja com você, e a shalom esteja na sua casa, e a shalom esteja com tudo o que você tem” (Shmuel Alef 25: 6).

13יג
פְּתַח אִידַּךְ וַאֲמַר: הַאי מַאן דְּעָיֵיל לְמָתָא וְדָחֵיל מֵעֵינָא בִּישָׁא, לִנְקוֹט זִקְפָּא דִּידָא דְיַמִּינֵיהּ בִּידָא דִשְׂמָאלֵיהּ וְזִקְפָּא דִּידָא דִשְׂמָאלֵיהּ בִּידָא דְיַמִּינֵיהּ, וְלֵימָא הָכִי: אֲנָא פְּלוֹנִי בַּר פְּלוֹנִי מִזַּרְעָא דְיוֹסֵף קָאָתֵינָא, דְּלָא שָׁלְטָא בֵּיהּ עֵינָא בִישָׁא, שֶׁנֶּאֱמַר: ״בֵּן פֹּרָת יוֹסֵף בֵּן פֹּרָת עֲלֵי עָיִן וְגוֹ׳״, אַל תִּקְרֵי ״עֲלֵי עָיִן״, אֶלָּא ״עוֹלֵי עָיִן״. רַבִּי יוֹסֵי בְּרַבִּי חֲנִינָא אָמַר, מֵהָכָא: ״וְיִדְגּוּ לָרֹב בְּקֶרֶב הָאָרֶץ״ — מָה דָּגִים שֶׁבַּיָּם מַיִם מְכַסִּים עֲלֵיהֶם וְאֵין עַיִן רָעָה שׁוֹלֶטֶת בָּהֶם, אַף זַרְעוֹ שֶׁל יוֹסֵף אֵין עַיִן רָעָה שׁוֹלֶטֶת בָּהֶם. וְאִי דָּחֵיל מֵעֵינָא בִּישָׁא דִּילֵיהּ, לִיחְזֵי אַטְרְפָא דִּנְחִירֵיהּ דִּשְׂמָאלֵיהּ.

Outro [sábio] começou [a explicar] e disse: Quem entra em uma cidade e teme o "olho mau", deve segurar o polegar [zekafa] da mão direita na mão esquerda, e o polegar da mão esquerda na mão direita e recitar o seguinte: e mais ou menos, filho de mais ou menos, provêm dos descendentes de Iossef, sobre os quais o olho mau, não tem domínio, como se afirma: “Iossef é uma videira frutífera, uma videira frutífera à beira de uma fonte [alei ayin]; seus galhos passam por cima do muro” (Bereshit 49:22).

Não leia como <alei ayin>; antes, leia-o como <olei ayin>, que se eleva acima dos olhos e o mau-olhado não tem domínio sobre ele.

O rabino Iossei, filho do rabino Hanina, disse: Derive-o daqui, do que é afirmado nas bênçãos de Iáacov aos filhos de Iossef: “E que cresçam como peixes em multidão no meio da terra” (Bereshit 48:16):

Assim como os peixes no mar estão cobertos de água e o olho mau, não tem domínio sobre eles, dado que não podem ser vistos, também os filhos de Iossef, o olho mau não tem domínio sobre eles. E se ele está preocupado com seu próprio olho mal, para que não prejudique os outros, ele deve olhar para o lado da narina esquerda.

14יד
פְּתַח אִידַּךְ וַאֲמַר: הַאי מַאן דַּחֲלִישׁ, יוֹמָא קַמָּא לָא לְגַלֵּי, כִּי הֵיכִי דְּלָא לִתָּרַע מַזָּלֵיהּ, מִכָּאן וְאֵילָךְ לְגַלֵּי. כִּי הָא דְּרָבָא, כִּי הֲוָה חֲלִישׁ, יוֹמָא קַמָּא לָא מְגַלֵּי מִכָּאן וְאֵילָךְ אָמַר לֵיהּ לְשַׁמָּעֵיהּ: פּוֹק אַכְרֵיז: ״רָבָא חֲלַשׁ״. מַאן דְּרָחֵים לִי — לִבְעֵי עֲלַי רַחֲמֵי, וּמַאן דְּסָנֵי לִי — לִחְדֵּי לִי. וּכְתִיב: ״בִּנְפֹל אוֹיִבְךָ אַל תִּשְׂמָח וּבִכָּשְׁלוֹ אַל יָגֵל לִבֶּךָ פֶּן יִרְאֶה ה׳ וְרַע בְּעֵינָיו וְהֵשִׁיב מֵעָלָיו אַפּוֹ״.

Outro [sábios] começou [a ensinar] e disse: Quem está doente não deve revelá-lo no primeiro dia de sua doença, para que sua estrela não sofra; depois [de aguardar] ele pode revelá-lo. Como o que Rava fez quando adoeceu? No primeiro dia ele não revelou, e a partir daí ele disse ao seu servo: Saia e anuncie: Rava está doente.

Aqueles que me amam, orarão para que Elohim tenha piedade de mim e aqueles que me odeiam se alegrarão com minha angústia.

E está escrito: “Não te alegres quando o teu inimigo cair, nem o teu coração se alegre quando ele tropeçar; para que o HaShem não o veja, e isso o desagrade, e desvie dele a sua ira” (Mishlei 24: 17–18).

A alegria do meu inimigo por causa da minha angústia também ajudará na minha cura.

15טו
(יד) יָדַ֗עְתִּי כִּ֠י כָּל־אֲשֶׁ֨ר יַעֲשֶׂ֤ה הָאֱלֹקִים֙ ה֚וּא יִהְיֶ֣ה לְעוֹלָ֔ם עָלָיו֙ אֵ֣ין לְהוֹסִ֔יף וּמִמֶּ֖נּוּ אֵ֣ין לִגְרֹ֑עַ וְהָאֱלֹקִ֣ים עָשָׂ֔ה שֶׁיִּֽרְא֖וּ מִלְּפָנָֽיו׃ (טו) מַה־שֶּֽׁהָיָה֙ כְּבָ֣ר ה֔וּא וַאֲשֶׁ֥ר לִהְי֖וֹת כְּבָ֣ר הָיָ֑ה וְהָאֱלֹקִ֖ים יְבַקֵּ֥שׁ אֶת־נִרְדָּֽף׃

(14) Sei que, tudo o que Elohim faz, durará para sempre; não há nada para se acrescentar ou diminuir, e Elohim o fez para que as pessoas o temam (15) O que existia já está aqui; e o que será já existiu, mas Elohim pedirá contas do que as pessoas procuram.

16טז
(כו) עַד־מָתַ֗י הֲיֵ֛שׁ בְּלֵ֥ב הַנְּבִאִ֖ים נִבְּאֵ֣י הַשָּׁ֑קֶר וּנְבִיאֵ֖י תַּרְמִ֥ת לִבָּֽם׃ (כז) הַחֹשְׁבִ֗ים לְהַשְׁכִּ֤יחַ אֶת־עַמִּי֙ שְׁמִ֔י בַּחֲל֣וֹמֹתָ֔ם אֲשֶׁ֥ר יְסַפְּר֖וּ אִ֣ישׁ לְרֵעֵ֑הוּ כַּאֲשֶׁ֨ר שָׁכְח֧וּ אֲבוֹתָ֛ם אֶת־שְׁמִ֖י בַּבָּֽעַל׃ (כח) הַנָּבִ֞יא אֲשֶׁר־אִתּ֤וֹ חֲלוֹם֙ יְסַפֵּ֣ר חֲל֔וֹם וַאֲשֶׁ֤ר דְּבָרִי֙ אִתּ֔וֹ יְדַבֵּ֥ר דְּבָרִ֖י אֱמֶ֑ת מַה־לַתֶּ֥בֶן אֶת־הַבָּ֖ר נְאֻם־ה'׃ (כט) הֲל֨וֹא כֹ֧ה דְבָרִ֛י כָּאֵ֖שׁ נְאֻם־ה' וּכְפַטִּ֖ישׁ יְפֹ֥צֵֽץ סָֽלַע׃ (ס)

(26) Por quanto tempo mais isso continuará assim? Está [a minha palavra] no coração dos profetas, que profetizam mentiras, que profetizam o engano de sua própria mente? (27) Com seus sonhos, que eles continuam a conta uns aos outros, esperam provocam meu povo a se esquecer do meu nome, como seus antepassados se esqueceram de meu nome, quando adoraram Ba'al (28) Se um profeta sonhar, que ele conte [isso] como sonho. Quem, no entanto, tiver minha palavra, fale-a com Fidelidade! O que a palha e o trigo, têm em comum? - diz o HaShem! (29) Não é minha palavra como o fogo? - diz o HaShem! Como um martelo que despedaça rochas?